Líder global em tecnologia para gestão de sistemas hídricos, a ACO produz soluções para drenagem, tratamento econômico, retenção e liberação controlada, e reutilização da água para obras de infraestrutura, industriais e residenciais. O Grupo ACO está em mais de 44 países e possui 35 unidades produtivas localizadas em 18 países. No Brasil há 10 anos e com sede localizada em Jacareí – SP, a unidade anuncia a retomada da produção local a partir de janeiro deste ano (2021). A fábrica é a única do Grupo na América Latina e conta com uma ampla área de mais de 10.000m2.

 

Equipe ACO Brasil

 

ACO. Fabricado no Brasil

Há 10 anos no Brasil e presente em inúmeras obras icônicas em todo o país, a empresa teve sua produção descontinuada em 2017, reflexo da forte crise que o país vivia. Apesar disso, “a ideia de reinvestir no Brasil sempre esteve presente e foi planejada, gestada e agora conquistada. Driblar a crise é uma tarefa árdua, mas a empresa mantém as metas e orienta o negócio para contribuir com a formação da cultura de drenagem no país: ensinar a cuidar da água, utilizando produtos de excelência e baixo custo de manutenção”, explica Erick Vitorino, diretor da ACO Brasil.

O projeto de retomada da fábrica foi executado em pouco mais de três meses, no final de 2020, durante a pandemia do Covid-19. Para garantir a segurança de todos os envolvidos no projeto e atendendo aos protocolos de segurança, toda implementação local ocorreu de forma virtual em conjunto com os especialistas da empresa na Alemanha – algo inédito no Grupo ACO, que tem por tradição a imersão da equipe de especialistas em cada unidade fabril a ser desenvolvida. “Como já tínhamos todo o maquinário instalado, as aferições e testes nos equipamentos foram orientados pelo time de especialistas da Alemanha e executados pelo time local, obedecendo rigorosamente aos padrões de qualidade e confiabilidade internacionais do Grupo ACO. Neste sentido, a pandemia só nos provou que um bom trabalho em equipe, mesmo que remoto, é perfeitamente possível”, comenta o Diretor da ACO Brasil.

Outro ponto importante foi o investimento da empresa no desenvolvimento local. A ACO retomou o contrato com fornecedores e garantiu a confiabilidade da matéria-prima a ser utilizada na fábrica. A ACO Brasil produz sistemas de drenagem das famílias ACO Monoblock® e ACO Self®.

 

Concreto Polímero Único

Na ACO Brasil, as soluções são fabricadas em concreto polímero exclusivo, patenteado e que não tem adição de água ou cimento em sua mistura. É composto de agregados minerais e resinas especiais, que garantem aos sistemas baixa rugosidade e altíssima resistência mecânica e química.  “A empresa desenvolveu a cadeia local para conferir sustentabilidade ao processo produtivo e ajudar a aquecer a economia regionalmente. Isso é parte da política da ACO e também faz parte do propósito de nossa história ao longo dos dez anos em que estamos aqui”, afirma o engenheiro e diretor da ACO Brasil, Erick Vitorino. A sede da ACO Brasil conta com uma área de 10.000m2 e capacidade produtiva de 1.400 toneladas/ano, o que equivale a mais de 40.000 peças produzidas em apenas um turno. O desafio agora é a redução do leading time, otimização do estoque local e de custos com importação e transporte.

 

Uma ACO: personalidade e solidez em todas as áreas de negócio

A empresa foi fundada em 1946 por Josef-Severin Ahlmann. Com uma cultura interna muito forte, a ACO conta com 5.400 funcionários em mais de 44 países (Europa, América do Norte e Sul, Ásia, Austrália, África), 35 unidades produtivas, em 18 países.  O portfólio de produtos reflete o foco em desenvolver tecnologia, design, longevidade e eficiência em processos altamente tecnológicos ou de manufatura, utilizando a expertise de técnicos e especialistas de países do mundo todo, que se dedicam a contribuir para pensar soluções que incluem sistemas de drenagem, separadores de água e óleo, tanques de contenção e atenuação de água, entre outras soluções.  Uma empresa que nasceu familiar e preserva essa característica de ‘proximidade no tratamento’ no DNA até hoje e mantém sua sede em Rendsburg, na Alemanha. É a partir de lá que há 75 anos a tecnologia ACO vem sendo lapidada em produtos patenteados.

A ACO oferece soluções para a gestão de águas superficiais – pluvial, industrial ou residual. A empresa atua em obras urbanas como vias, rodovias, portos e aeroportos com a linha ACO Infraestrutura, obras residenciais e em condomínios com a linha ACO Residencial e ainda possui a linha ACO Industrial, voltada para drenagem higiênica em ambientes industriais de processamento de alimentos e de bebidas, assim como em cozinhas profissionais.

 

Sustentabilidade sob pilares: captar, tratar, reter e destinar

Todos os produtos ACO são desenvolvidos sob quatro pilares:

Collect – coletar e conduzir: a água superficial é recolhida rapidamente pelos sistemas de drenagem linear, compostos de canais de drenagem e seus acessórios, projetados para cumprir requisitos específicos de cada projeto.

Clean – tratar e processar: os sistemas evitam que resíduos ou partículas contaminantes sejam lançados na natureza. A ACO fabrica todos os tipos de separadores de água e óleo em concreto polímero, concreto, fibra de vidro e polietileno, com componentes projetados para cumprir rigorosamente os requisitos funcionais de cada projeto.

Hold – reter e armazenar: por meio de tecnologia exclusiva, os sistemas ACO garantem acondicionamento do líquido armazenado e permitem um controle absoluto do volume coletado, que pode ser hermeticamente guardado ou liberado gradualmente, dependendo da utilização necessária em cada projeto.

Release – destinar e reutilizar: a ACO oferece produtos que garantem a distribuição exata de volumes de água e que permitem uma destinação customizada e controlada da água.

 

Entenda

Toda mudança climática afeta diretamente o Ciclo Natural da Água. Por isso é cada vez maior a preocupação em projetar assertivamente o volume de escoamento da água nos projetos, diminuindo o risco de inundações e contaminações. São essas medidas que contribuem para a redução da sobrecarga nas redes de drenagem e melhoram a qualidade da água utilizada pela população, de maneia geral.

A demanda por água deve crescer 55% até 2050, segundo a Unesco. O aumento do número de pessoas sem acesso à água e saneamento em áreas urbanas está diretamente relacionado ao rápido crescimento da população que, em aglomerados habitacionais irregulares no mundo, equivale a quase 900 milhões de pessoas até 2020, sendo as mais vulneráveis aos impactos de eventos climáticos extremos, de acordo com o Relatório Mundial das Nações Unidas sobre Desenvolvimento de Recursos Hídricos. Esse aspecto demanda projetos e obras pensados pragmaticamente para manter ciclos de água limpa nos centros urbanos, na indústria, agricultura, transporte e comércio, e proteger o meio ambiente.

 

Quer trocar ideias sobre gestão de recursos hídricos ou projetos de engenharia e drenagem?

Entre em contato: acoimprensa@gmail.com ou imprensa@acodrenagem.com.br

Telefone: (12) 3878 4686